Tempo de leitura: 6 min
10.04.2020

Principais funcionalidades do software Webdispecink para diretores de empresas de transitários

Um dos maiores custos de uma empresa de transporte é o combustível, portanto, é bom ter uma ideia de como é gerido no seio da mesma. Vejamos algumas das principais funções de um bom sistema de telemática para economizar custos operacionais.

A adoção de um sistema de telemática é geralmente motivado pela redução e otimização dos custos de exploração. A forma mais eficiente é combinar um sistema de telemática com outro software, resultando numa integração automatizada e, consequentemente, numa redução dos custos administrativos, assim como num aumento da velocidade geral dos processos internos. Olhemos mais atentamente para algumas das principais funções de um bom sistema de telemática.

MANUSEAMENTO DE COMBUSTÍVEL

Um dos maiores custos de uma empresa de transporte é o combustível, portanto, é bom ter uma ideia de como é gerido no seio da mesma.

PERFECT-DRIVE E DRIVE-CHECK PARA AVALIAÇÃO DO ESTILO DE CONDUÇÃO

Uma redução no consumo de combustível pode ser alcançada através do manuseamento adequado de um veículo. O estilo de condução pode ser avaliado usando aplicações sofisticadas, como o PERFECTDRIVE ou o DRIVECHECK. Estas aplicações usam diagnósticos recolhidos através de um dispositivo FMS dentro do veículo, avaliando dezenas de características. Dessas, há 10 relevantes que são monitorizadas:
  • Tempo total de condução sem usar combustível – conduzir sem consumir combustível é obviamente vantajoso
  • Ralenti – uma longa duração ao ralenti tem um efeito negativo na pontuação geral de um condutor
  • Consumo de combustível ao usar o Cruise Control - deve ser sempre inferior ao consumo geral (caso não exista Cruise Control adaptativo, este item pode ser ignorado)
  • Tempo total de condução com Cruise Control ou a uma velocidade constante - é esperado que um condutor mantenha uma velocidade constante, pois é mais eficiente em termos de utilização de combustível
  • Tempo total de travagem – o desgaste dos travões ocorre relativamente rápido, portanto um condutor deve minimizar o tempo de travagem ativa
  • Número total de vezes em que é premido o pedal de travão – é avaliado o número de vezes em que o condutor trava
  • O uso de travões retardadores e/ou travagem do motor - a fim de minimizar o desgaste dos travões, um condutor deve maximizar o uso de travões retardadores e travagem do motor
  • Distância percorrida ao exceder 85 km/h - a maioria dos motores dos camiões é construída para terem um desempenho mais eficiente a 85 km/h, portanto, não é sensato exceder essa velocidade. O consumo de combustível aumenta drasticamente se for excedida a velocidade de 85 km/h, mas a potência não aumenta correspondentemente, portanto os condutores não devem exceder essa velocidade
  • Exceder as RPM ideais - em RPM mais elevadas, o aumento de potência é inadequado para o aumento do consumo de combustível. Portanto, as RPM são monitorizadas e exceder o máximo recomendado deve ser evitado.
  • A previdência de um condutor - é medida a rapidez com que um condutor alterna entre travar e acelerar, o tempo entre as mudanças entre pedais indica o quão previdente é um condutor
Esses valores formam uma avaliação global do condutor que pode ser útil para determinar se um condutor manuseia um veículo de forma económica ou se deve ser educado sobre o tema da condução eficiente.

DIRETIVA DE REABASTECIMENTO

Menores gastos em combustível podem ser alcançados através da compra de combustível mais barato. A questão é: como navegar eficazmente os condutores para as estações de reabastecimento mais baratas? Isso pode ser realizado através da “diretiva de reabastecimento”. Um expedidor gere a lista de estações de reabastecimento, selecionando as que são ideais de forma a minimizar os gastos em combustível.

IMPORTAÇÃO E CONTROLO DE COMBUSTÍVEL

Os clientes que utilizam cartões de combustível da Eurowag podem beneficiar da importação de um registo automático de reabastecimento. É possível carregar para o sistema praticamente quaisquer registos de reabastecimento, mas também gastos vinculados ao veículo. Isto resulta num resumo abrangente que pode ser comparado aos dados FMS ou a um dispositivo de medição externo no depósito de um veículo. O controlo de combustível serve como ferramenta para monitorizar se todo o combustível esgotou no depósito de um veículo e qual foi o consumo total de combustível.

PERDA DE COMBUSTÍVEL NUM DEPÓSITO

Se suspeitar que ocorreu uma manipulação não autorizada do combustível, é possível acompanhar em tempo real a quantidade de combustível no depósito, eventualmente usar a base de dados de “perda suspeita de combustível”, que acompanha a súbita diminuição de combustível num depósito.

TAREFAS

Existem várias tarefas que devem ser realizadas para gerir eficazmente uma frota. Desde a manutenção dos veículos à formação dos condutores, à CRW e ao controlo das datas de validade dos kits de primeiros socorros. No Webdispecink, é possível agendar tarefas, que devem ser realizadas num determinado prazo ou após cumprirem um parâmetro específico, por exemplo, uma determinada duração de condução. O sistema lembrará automaticamente que uma determinada tarefa está pendente.

DESPESAS DE VIAGEM

O cálculo das despesas de viagem é uma tarefa administrativa bastante difícil. Estando ciente do movimento de um veículo em países individuais, é possível calcular as despesas de viagem de forma totalmente automática, sem necessidade de se comunicar com o condutor.

DESEMPENHO RESTANTE DE UM CONDUTOR

Graças à monitorização do estado do condutor, o Webdispecink consegue calcular o desempenho restante de um condutor. Isso é crucial para escolher os condutores e saber a hora prevista de chegada.

HORAS TRABALHADAS

Para o cálculo do salário, é crucial saber o número de horas e dias trabalhados. É necessário saber se um trabalhador trabalhou durante a noite, num país diferente, etc. A folha de cálculo “Horas trabalhadas” fornece aos gestores um resumo preciso das horas trabalhadas, inatividade e emergências.

CÓPIA DE SEGURANÇA REMOTA DO TACÓGRAFO

Cumprir a frequência necessária de arquivamento do tacógrafo (a cada 90 dias) e dos cartões dos condutores (a cada 28 dias) pode ser difícil, especialmente durante longos intervalos entre os veículos que voltam para o depósito. O Webdispecink disponibiliza uma cópia de segurança automática de ficheiros DDD e ESM, efetuada remotamente, sem ser necessária qualquer ação do condutor ou do expedidor.

EXPEDIÇÃO DE MERCADORIAS E CRONOGRAMA

Ao agendar a expedição de mercadorias, podem surgir vários problemas em relação à presciência de expedidores individuais (ou seja, no caso de trabalharem por turnos) ou dos próprios condutores (ou seja, a determinação exata do itinerário). Portanto, o sistema Webdispecink permite criar cronogramas detalhados. O sistema gera um agendamento abrangente, monitoriza o itinerário, efetua o seguimento e envia alarmes em caso de um veículo sair do itinerário definido, monitoriza a temperatura, etc. Todos os dados estão disponíveis aos expedidores e, se forem enviados através do WD Fleet 3D, os condutores também lhe podem aceder.

WD FLEET 3D

Os condutores não estão em contacto direto com o resto da empresa. Por isso, é necessário comunicar com eles por telefone, SMS e e-mails. No entanto, é mais eficiente equipar os condutores com um tablet com o WD Fleet 3D, que fornece funcionalidades como:
  • Chat online com o expedidor
  • Acesso aos itinerários planeados
  • Navegação
  • Inserir atividades, digitalizar documentos e digitar informação adicional, tudo incluído na geração do diário de bordo eletrónico
  • Localizar as estações de reabastecimento recomendadas
  • Registos dos semirreboques montados

LIGAÇÃO POR API

Os sistemas de telemática conseguem desempenhar uma vasta gama de tarefas, mas por vezes pode ser difícil processar esta quantidade de informação. O Webdispecink tem uma interface API sofisticada, que permite a transferência de dados para outro software, tal como:
  • Software contabilístico – registos do histórico do veículo, circulação, reabastecimento
  • Software salarial – dados sobre as horas trabalhadas, despesas de viagem
  • Sistemas ERP – geração sincronizada de relatórios sobre dados dos condutores, itinerários planeados e concluídos, custo com os condutores, combustível, reparações
  • Páginas web – informação acerca da localização de um veículo na web dos clientes